Mindful Eating: os benefícios de ter uma melhor relação com a comida

 
Comer enquanto se usa o celular, enquanto se assiste à TV e até mesmo enquanto se fala ao telefone são práticas muito comuns no dia a dia, especialmente em momentos de pressa. O que a maioria das pessoas não pensa, porém, é em como essa interferência pode afetar a relação que se tem com a comida. Reflexões como essa são propostas pelo Mindful Eating, conceito derivado do Mindfulness com foco na alimentação.
 
O conceito, que em português significa “Comer Consciente”, refere-se à prática de aplicar atenção e intenção em tudo o que envolve os alimentos. Ele se baseia no princípio de que, através disso, pode-se mudar a relação com os alimentos, passando a entender e identificar melhor a fome e os outros motivos que nos levam a comer e, inclusive, proporcionando uma maior saciedade e um maior bem-estar durante e após a alimentação. Embora ele seja indicado para todas as pessoas que buscam mais qualidade de vida, essa prática é considerada benéfica até mesmo para combater transtornos alimentares.
 
Ao contrário do que pode parecer, porém, o Mindful Eating não tem uma relação direta com comer apenas alimentos saudáveis ou seguir dietas. Ele objetiva, na verdade, que você adquira consciência sobre o porquê de estar comendo e, sobretudo, sobre como tirar o melhor desse alimento. Você pode, por exemplo, sentir o prazer de comer um tablete de chocolate enquanto degusta todo o seu sabor e aproveita o momento sem pensar em calorias. O que a prática evita, por sua vez, é que você escolha comer um ou vários chocolates porque está se sentindo ansioso, ou se proíba de comê-lo porque acha que isso é errado.
 
A prática
 
Assim como o próprio Mindfulness, o Mindful Eating envolve diversos conceitos e quem pratica necessita de tempo para se aperfeiçoar. Existem, inclusive, cursos que promovem uma imersão para que cada pessoa possa alcançar os melhores resultados a partir dele. Para quem quer experimentar e começar a praticar aos poucos, porém, alguns passos básicos podem ajudar.
 
1. Busque um local silencioso e livre de quaisquer fatores de interferência – como um celular às mãos, uma televisão ligada ou pessoas conversando alto à sua volta. Para poder se concentrar, o ideal é que você esteja sozinho. Você não precisa comer sem companhia todas as vezes, mas sim optar por isso para aprender ou alcançar melhores resultados.
 
2. Sente-se confortavelmente e relaxe, tendo como foco a sua respiração. Sinta o ar entrando e saindo dos seus pulmões e se concentre no alimento que está à sua frente. Não pense em calorias ou nutrientes, mas sim nas sensações que ele gera.
 
3. Utilize os seus sentidos. Olhe para o alimento, sinta sua textura, sinta seu cheiro e só então o leve até a boca. Antes mesmo de mastigar, sinta-o; quando começar, mastigue devagar e reflita sobre aquele alimento e sobre as sensações e possíveis lembranças que ele traz.
 
No Mindful Eating não há certo e errado, mas sim diferentes experiências. Use os passos para se guiar nessa experiência, transformando-a em algo pessoal e único. Mesmo nos momentos em que não for possível imergir tão profundamente nessa prática, o importante é abandonar o hábito de comer de forma automática e sem consciência. Experimente!
 
Leituras recomendadas
Se você quer se aprofundar ainda mais nos conceitos do Mindful Eating e do Mindfulness, confira as obras sugeridas pela Lisboa Desenvolvimento:
 
"Mindful Eating", de Jan Chozen Bays
"Mindfulness - A Dieta", de Patrizia Collard e Helen Stephenson
"Atenção Plena: Mindfulness", de Mark Williams e Danny Penman
 
 

Leia também

“O Judiciário abraçou de uma forma carinhosa a Constelação Familiar porque viu os grandes resultados desta técnica”, diz terapeuta

A especialista Dalva Umbelina fala sobre a importância das terapias alternativas, como elas são trabalhadas durante uma sessão e em quais pacientes elas devem ser aplicadas.

4 mitos e verdades sobre o Tarô Sistêmico

Esclareça as principais dúvidas sobre esta técnica de orientação e aconselhamento.

Existe cunho religioso nas terapias e técnicas complementares de desenvolvimento humano?

A coach Elen Lisboa responde dúvidas sobre os conceitos e focos por trás de algumas das principais técnicas terapêuticas.

RECEBA NOSSAS NEWSLETTERS
×

Não vá embora ainda!

Antes de sair, olha o que preparamos com muito carinho pra você! :)

Como definir prioridades e alcançar objetivos
eBook
+ Planner mensal
+ Planner semanal